Deezer, Youtube Music ou Spotify? Qual é melhor para o artista divulgar suas músicas?

E aí, gente! Aqui é o Dhiego Bicudo e estou de volta, hoje, com informações quentes para você, cantor, dupla ou banda, que está em busca de direcionamento sobre quem está, de fato, fazendo algo na indústria musical no Brasil. Na pauta de hoje, o assunto é Deezer ou Spotify – ou mesmo o Youtube Music: qual o melhor para você, artista.

Antes de mais nada, eu quero que esteja claro para você que todas as plataformas digitais são extremamente importantes para qualquer artista. Eu já comentei em outras oportunidades que não é nada difícil e nem é um problema inserir suas músicas nelas.

Inclusive, eu já escrevi aqui sobre o assunto, até mesmo ensinando o procedimento para colocar suas canções na Deezer, YouTube Music ou Spotify, incluindo as informações que são necessárias, o que é obrigatório e até mesmo os cuidados que você deve ter para realizar a inserção correta – principalmente do IRSC (International Standard Recording Code ou Código de Gravação Padrão Internacional), que é importante para que os direitos autorais e conexos possam ser direcionados de forma adequada.

Deezer, YouTube Music ou Spotify: o x da questão

O primeiro passo para tomar suas decisões é entender o objetivo de ter suas músicas nestas plataformas, que é fazer com que as pessoas saibam que o seu conteúdo existe e está disponível para fazer parte das suas playlists próprias, talvez das editoriais, da biblioteca e, claro, do cotidiano delas. Isso gerará reproduções e, consequentemente, aumentará a sua performance. Beleza?

Depois, é preciso preparar estratégias para movimentar essas três potências, que são as plataformas em grande ascensão hoje: Deezer, YouTube Music ou Spotify. Ah Dhiego, e o Tidal, a Amazon e a Apple Music. Então, com tudo isso você poderá tirar suas próprias conclusões para decidir o que é o melhor para você! Mas, se não conseguir definir sozinho, entre em contato comigo para que eu possa lhe auxiliar, combinado? 

A melhor plataforma digital de música para sua estratégia

Já disse que todas elas são importantes para sua carreira musical, certo? Contudo, a melhor será aquela que você conseguir construir uma melhor performance e conteúdos que vão, de fato, engajar a sua audiência.

Aquela que você se dedicará a preparar e escolher os seus conteúdos com mais empenho, talvez com um acordo diferenciado, etc. E isso, não se engane, leva tempo! Talvez, se você é um artista independente, demore um pouco mais. Mas é preciso começar, pois você apenas chamará a atenção do Deezer, YouTube Music ou Spotify se você começar a performar. Ou seja, se a sua música começar a ter e reter uma audiência dentro delas. Certo?

Então, nesse momento inicial, cabe a você, artista, dentro das suas estratégias, movimentar as suas mídias sociais e as suas conexões lá, também no seu WhatsApp e outros canais para que as pessoas saibam que a sua música está nas plataformas e que você gostaria que elas ouvissem o seu lançamento, e não se esqueça de fazer isso também com as músicas de seu catálogo.

E aí, eu queria provocar você sobre o que essas três plataformas digitais. Afinal, elas são concorrentes entre si. Suas cores, objetivos e posicionamento são diferentes. Por isso, é importante que você tenha sempre no seu planejamento, estratégias para desenvolver sua audiência dentro delas.

Em resumo, eu posso dizer que a melhor estratégia entre o Deezer, YouTube Music ou Spotify, é que você esteja nas três, porque todas elas têm um volume relevante de audiência (assinantes) para ajudar sua música a chegar mais longe.

O Youtube Music está em alta e é uma ótima oportunidade 

Contudo, quero trazer uma nova reflexão, em especial sobre o YouTube Music. Esta plataforma tem sido uma opção muito interessantes se compararmos com as demais por conta da facilidade em inserir seu conteúdo.

Ao contrário do Deezer ou Spotify, você consegue inserir sua música diretamente, sem a necessidade de agregadoras ou de gravadoras. O mesmo caminho que você faz para incluir os seus vídeos é feito também para incluir os seus áudios, com imagens. Bem rapidinho.

Então, o YouTube Music ganha um caminhão de vantagens, porque você não precisa esperar todo o tempo que as outras plataformas digitais pedem para a inserção de suas músicas – ponto para o “vermelhinho” dentro dessa modalidade pela agilidade e rapidez para disponibilizar a sua música.

Deezer tem se tornado a “queridinha” no segmento sertanejo

Aí, a gente parte para o Deezer, que tem ganhado um destaque muito grande, principalmente nas playlists editoriais e no posicionamento em eventos e no dia a dia dos artistas. O trabalho deles tem sido incrível junto aos artistas, fazendo parcerias, transmissões online, ações publicitárias para que eles possam chamar atenção e conquistar essa audiência.

Eles têm muita gente qualificada mexendo nos bastidores para que o Deezer possa fazer parte do dia a dia dos artistas. Por isso, ela tem se tornado a queridinha entre os músicos, principalmente do segmento sertanejo, forró e do gospel.

Por causa dessa presença, desse carinho e do acompanhamento dessas oportunidades dentro de sua sede, com transmissões e conteúdo que irão provocar o engajamento dessa audiência dentro da plataforma, pontinho pro Deezer!

E o poderoso Spotify? 

E aí, agora é hora de falar do poderoso Spotify, que recentemente bateu os 100 milhões de assinantes pagos em todo o mundo, se consolidando como uma das principais plataformas mundialmente conhecidas e utilizadas.

Muito querida por artistas e usuários por uma questão de marca, o verdinho é forte dentro do ambiente de streaming. A empresa tem remunerado com clareza e com agilidade os royalties para cada um dos artistas que fazem a escolha do Spotify como ferramenta de divulgação dos trabalhos e lançamento dos álbuns.

O que deixa um pouco a desejar em relação ao verdinho, talvez, é esse relacionamento anterior que eu comentei sobre o Deezer fazer muito bem – e que vem crescendo de forma absurda –  e que também é visto no YouTube Music nas facilidades e agilidade da plataforma.

Então, se você quer realmente estar bem posicionado e ter a sua música nestas plataformas, como opção para apoiar o seu trabalho de marketing, é preciso considerar estar nas três, em vez de optar entre Deezer, YouTube Music ou Spotify – pois todas são relevantes e essenciais para quem trabalha com música.

A indústria das rádios e a relação como streaming

Correndo paralelamente, nós temos as rádios, que estão se movimentando para que o streaming seja uma uma opção dentro das plataformas tornando-se uma modalidade de negócios para eles.  Mas, assim como nós temos as playlists que precisam de investimentos, a rádio precisa que os artistas façam esse investimento.

E aí, nesse sentido, as plataformas acabam atrapalhando o trabalho dessas rádios, porque nelas você pode subir suas músicas nas parcerias e acordos dividindo parte dos royalties dessa receita e, assim, isentando os custos operacionais.

Os artistas gostam, preferem o trabalho assim, mas, não devem fazer somente isso. O rádio faz a diferença e isso consolida o artista.

Para concluir, eu espero que em toda a sua estratégia você tenha ações diferenciadas que envolva cada uma delas, destacando os pontos fortes e vantagens que cada uma traz, em vez de ter que escolher entre o Deezer, YouTube Music ou Spotify. Beleza?

E se você acha tudo isso muito complicado e quer focar no que você sabe fazer que é cantar, deixa esse serviço com quem entende do assunto. Me chame para fazer um orçamento de divulgação nas plataformas digitais antes ficar apenas ouvindo outros músicos lançando seus singles por lá.

Consultoria

 

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.