Planejamento Musical e equilíbrio financeiro: como não ser enganado nos primeiros acordos

E aí cantor, tudo bem?

Eu sou o Dhiego Bicudo, aqui da agência ICOMP e hoje trago para você um assunto sobre planejamento musical e equilíbrio financeiro. Segura essa 💣: 

Os primeiros acordos para os serviços na música estão gastando todo o dinheiro da carteira dos artistas, que nem estão percebendo esse assalto.

O que tem acontecido é que os artistas estão se vislumbrando com as estruturas dos estúdios, com as resenhas cheias de comida, bebida e uma atenção até exagerada em alguns momentos, e assim se deixando iludir nos primeiros acordos na hora de montar o repertório, participando de audições em excesso, com muitos pitacos e opiniões na escolha de seus primeiros singles ou com liberação ou a famosa exclusividade.

Olha! O artista famoso X, está de olho nela, não vai perder, hein!

Talvez, os compositores estejam oferecendo para você o quê os artistas grandes não gravaram. E lá vem aquele papo: essa estava na mão do Gusttavo, estava no repertório do Jorge e o Luan ia gravar. Mas, não gravaram! Né!

E depois vem a produção de suas músicas naquele ou nesse produtor musical, escolhendo muitas vezes, os mais conhecidos (ia escrever, os mais famosos, rs), ou até mesmo os mais caros (que nem sempre são os melhores, mas ostentam 👀💎), em seguida, acertam a compra dos chamados combos com mais músicas que o planejado, ou seja, aquela conversa que se você gravar uma, será R$x, mas se gravar 5 e fizer um EP, rs, vai compensar muito mais o investimento. Não acha? Ah, sem contar os serviços adicionais como captação de vídeo, fotos e até os serviços de distribuição, playlists, marketing e afins.

Quando se vê, gastaram tudo para preparar a música e na hora de lançar e divulgar? 😰😬 Chegam abatidos e sem fôlego para os primeiros 30 dias de divulgação. Mas, ainda, se escondem atrás das lembranças nos #TBTs que gravaram naquele lugar, ou com aquele compositor, quando deveriam seguir com entusiasmo as novidades do seu novo projeto, pensando em preparar o próximo lançamento.

Pois é, os artistas só vão se dar conta que não tem mais nenhum tostão para continuar o projeto quando chegarem na divulgação e aí é tarde demais. 

Se você já passou por isso, leia esse conteúdo até o final para aprender a não cair mais nessa e se você ainda não passou, leia para não se deixar levar nestes primeiros contatos. Na verdade, estou propondo uma reflexão para o problema da falta de planejamento e proporcionando um caminho para o amadurecimento e equilíbrio financeiro do seu projeto. 

Corte o problema antes que comece 

Esse problema começa no estágio inicial do seu projeto: sabe aquele momento em que você define o dinheiro que irá  investir? Então, normalmente você não pensa na frente para equilibrar os custos com a divulgação que precisará ser feito para a sua música ser lançada.

Eu sei que para quem é cantor é bem chato ter que pensar em contabilidade, números e planilhas, afinal somos de humanas, né? Mas não assumir ou ao menos acompanhar essa responsabilidade vai ofuscar e até matar o seu sonho.

Só para você ter uma ideia, vou listar algumas etapas que você precisará executar durante o projeto para quais precisa ter dinheiro reservado.

  • Audição com Compositores
  • Compra de Composições
  • Seleção do Repertório
  • Produção Musical
    • Estúdio
    • Músicos
    • Mixagem
    • Masterização
  • Produção Fotográfica
    • Figurino
    • Maquiagem e Cabelo
    • Locação
    • Produção
    • Fotógrafo
    • Tratamento (tira as olheiras, as cicatrizes)
    • Manipulação (diminui o nariz, a barriga)
  • Produção do Clipe
    • Roteiro
    • Cenários
    • Produção
    • Figurinos
    • Atores
    • Figurantes
    • Direção
    • Edição
    • Making Of
    • Fotos
  • Produção para Shows
    • Cenários
    • Cortinas
    • Equipamentos
    • Equipe/Staff
    • Rider Técnico
    • Mapa de Palco, de Luz 
    • Backdrop de Camarim
  • Marketing
    • Criação de Logo e Identidade Visual
    • Criação de Site Oficial
    • Foto de Divulgação
    • Campanha de Lançamento
    • Divulgação
      • Verba para Google Ads/Youtube
      • Instagram
      • Facebook
      • Playlists
      • Blogs
      • Divulgadores
      • Rádios
        • Monitoramento
    • Conteúdos para Mídias Sociais 
    • Materiais para Venda de Shows (cartão digital, apresentação)
    • Kits para Contratantes (brindes, mimos, CDs, DVDs)
    • Promocionais (bonés, copos, calendários)
    • Plotagem de Veículos
    • Assessoria de Imprensa

Nem citei tudo e já tem bastante coisa, né? Mas sabe o que acontece, nem tudo é obrigatório. Talvez você não precise nesse momento de um clipe, talvez você não precise de produção para shows, talvez você não precise de um ônibus plotado. Mas os fornecedores que estão te oferecendo isso não querem nem saber. Ninguém está preocupado com os próximos passos da sua carreira, como digo, o que tinha que ser feito, fiz e entreguei. Eles querem te empurrar o pacotão “goela abaixo”  e ainda exagerar na compra casada, disfarçada de combos que não vão te levar muito longe, mas, a sensação vai ser incrível, sim verdade.

Você ia gravar apenas um single para seu lançamento e de repente, virou um DVD com X músicas e a participação do famoso Y. Não é maravilhoso? 🙄 E depois?

Para você evitar esses tropeços e aumentar a chance de sucesso do seu projeto, vamos a algumas dicas que só dependem do seu comportamento como empresário da música:

 

  • Aprenda mais sobre gestão de projetos musicais 

Como eu disse acima, tudo isso acontece por falta de preparo e tempo dos artistas. Então eu recomendo que você saia da zona de conforto, sai um pouco da área artística e tenha coragem de aprender mais sobre gestão de projetos musicais e principalmente sobre finanças. Dominar o assunto ou ter ao menos o controle, já evita que você caia em muitas conversas e mesmo que você tenha uma equipe, ou um contador para cuidar disso, você precisa entender sobre o que eles estão falando. Ou seja, a responsabilidade sobre o dinheiro não se terceiriza. 

Na internet existem muitos nomes que oferecem dicas, compartilham conhecimento e até cursos sobre o tema, mas, pesquise sobre suas experiências práticas. Como sempre digo, teoria demais, a gente desconfia, né! Também temos eventos, feiras e congressos de música como a Exponeja, Expo Cristã, Music Show e o Music Trends Brasil onde neles temos oportunidade de trocar ideias, conhecer profissionais e aprender com quem está no mercado. 

Lembre-se que gerenciar uma empresa e gerenciar uma carreira musical não tem tanta diferença, a base de conhecimento em contabilidade, custos, finanças é a mesma, então você pode aprender e adaptar ao contexto da música.

 

  • Faça orçamento com todos os perfis de profissionais antes da primeira contratação

Antes de contratar os primeiros profissionais, faça orçamentos para todos os tipos de serviços e produtos que você irá precisar. Você precisa saber quanto custa tudo para poder alimentar sua planilha orçamentária. Eu sempre recomendo que você faça orçamento com aos menos 3 empresas diferentes para ter uma referência de preços, prazos, condições e o atendimento. Grandes empresas e licitações trabalham assim sabia?  Ah, e não deixe de buscar referências e conversar com artistas que foram atendidos por eles.

 

  • Defina as prioridades e momentos

Em seu planejamento defina a estratégia de acordo com suas possibilidades e necessidades. Seja muito pé no chão neste momento. 

 

  • Defina uma margem de erro

Depois que você lançou os valores na planilha, defina um valor para emergências que podem surgir e uma margem para orçamentos que podem perder a validade. 

 

  • Não deixe seu ego fechar negócios 

Para negociar você precisa pensar racionalmente. Não se deixe levar pela ilusão e nem deixe seu ego tomar decisões. Eu falo isso porque eu vejo os cantores, duplas e bandas querendo contratar os maiores compositores e produtores musicais sem nem ter verba e fôlego para isso. 

Muitas vezes, os fornecedores apelam para a visibilidade que você vai ter, para o fato de ser o mesmo trabalho realizado para as estrelas que ele atende. Mas você não é uma estrela (ainda). Vista as sandálias da humildade e invista de acordo com o momento que você está vivendo, um passo maior do que as pernas pode colocar tudo a perder. 

 

  • Evite combos ou vendas casadas 

Imagine que você fez o seu planejamento musical para lançar uma música, onde você precisará de uma composição e de uma  produção musical. Talvez você precisará de um clipe, embora não seja obrigatório ter um clipe e muito menos menos fazer um DVD ao vivo na cidade que você já sabe, rs 

Vamos supor que você tenha R$10 mil reais para fazer tudo.  Desses mil, cinco mil ficou na composição e os outros cinco mil ficou na produção. Quando chega a hora  de fazer a divulgação meu amigo, cadê o dinheiro que tava aqui?  

Os combos podem ser boas oportunidades se eles oferecerem aquilo que você precisa e que definiu no seu planejamento. Não caia na ilusão de comprar 3 composições, sendo que seu planejamento era para 1. Lembre-se que não é apenas a verba da composição, mas depois vem a produção, a divulgação e o clipe de cada uma. 

Então vá com calma! Evite os combos.  Faça uma música, produza depois divulgue depois faça outra e assim você vai trilhando rumo ao sucesso. 

 

  • Siga o plano

O planejamento musical serve para ser seguido e é a sua trilha do sucesso. Se você muda a rota, ou exagera na saída, poderá correr o risco de não chegar a lugar nenhum. O planejamento é o seu GPS, siga fielmente para chegar onde deseja. É claro que ele deve ser atualizado e corrigido conforme tiverem alguns desvios na execução, mas não deve ser totalmente alterado ou ignorado. Não adianta fazer um planejamento lindo e não seguir o plano. 

 

  • Invista em uma consultoria de planejamento musical 

Se você tiver a oportunidade, vale a pena investir em uma consultoria de planejamento musical. Ter alguém que já conhece e possui experiência neste caminho para orientar uma rota para você e te ajudar em escolhas assertivas. 

Se você tem a oportunidade de aprender com quem já tem experiência, já errou e já aprendeu, essa pessoa poderá te ajudar a não cometer os mesmos erros. Aprendizado é quando você tira lições dos seus erros, sabedoria é aprender com os erros dos outros. 

Aqui na agência ICOMP, eu tenho feito diversas consultorias de planejamento musical para artistas e tenho conduzido a evitar essas ciladas que estou relatando e outras tantas do meio musical, só quem conhece e possui experiência sabe. 

Se você precisa saber como funciona e qual o valor da minha consultoria, entre em contato comigo para combinarmos um bate-papo, combinado? Garanto que é adaptado às suas condições, de forma muito responsável e respeitosa com seu orçamento. 

Consultoria

 

  • Invista em uma contabilidade especializada 

Se você não tem alguém que entenda de números na sua equipe, vale a pena ter um contador ou uma consultoria contábil te ajudando em tudo isso. A arte é importante, mas sem uma gestão financeira você corre o risco de fazer sucesso e continuar sem dinheiro devido ao alto custo da operação. Ou pior que isso, pode falir o projeto e o sonho de ser um artista de sucesso. Conhece o Marcelo Scomparin da Fênix Consultoria? Eles tem muita experiência com artistas e só essa dica já economiza um tempo. 

Eu sei que tudo é muito complicado. Quando o dinheiro faz falta, quando os mais profissionais e mais caros fazem falta. Mas, o mais barato também é complicado, pois se perde tempo, se perde dinheiro e perdemos muitas vezes até o ânimo em pessoas que não conhecem ou não sabem o que estão fazendo.

Muito dinheiro jogado fora. Tente focar em caminhos menores e ataque rápido os arredores de sua logística. Afinal, você não fez o hit do Carnaval, não é?

O segredo é o equilíbrio entre Produção e Divulgação 

Você precisa fazer tudo muito bem feito com muito cuidado e equilíbrio. Não adianta ter uma música incrível e não ter dinheiro para divulgar. Não adianta divulgar uma música ruim. Você precisa sair bem em todas as etapas e isso exige preparo, dedicação e responsabilidade. 

Não existe essa de estourar e ficar famoso da noite pro dia. Se você entrou no jogo, tem que ser pra ganhar e não pra ficar refém do mercado só porque você não buscou preparo e ajuda suficiente. 

Eu sou Dhiego Bicudo e esse foi meu puxão de orelha pra compositor e produtor que tá fazendo isso daí e pro artista que não está atento. 

PS: Se você precisa de um profissional especialista em planejamento, será um prazer orientar você. Peça um orçamento sem compromisso. 

Orçamento

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.