Roupa de artista: 7 dicas valiosas sobre figurino para cantor

Roupa de artista é importante sim e eu vou te mostrar o porquê!

E aí, cantor! Como vai esse estilo?

Quem trabalha no mercado da música sabe o quanto é importante estar bem vestido. E sempre que necessário olhar para si e dizer: “espelho, espelho meu, existe alguém mais bonito do que eu?” 😂

Isso porque a forma como você se veste muda como o público enxerga o seu show, além de garantir a confiança que você precisa na hora de soltar a voz. 

Mas, pra ser bem sincero, eu não sou a pessoa mais entendida sobre moda e tendências. Por isso, convidei um especialista em se vestir bem: Li Camargo, @naopercaoestilo. Ele já vestiu grandes nomes da música, como Luan Santana, Lucas Lucco, Yasmin Santos e muito mais. Batemos um papo em uma live sobre estilo e roupa de artista. 

Aqui, você encontra um resumão de tudo que falamos por lá. Se quiser conferir a live completa que fizemos é só clicar no link. 

Bora aprender mais sobre roupa de artista e ficar na moda? Vou colocar as dicas mais importantes para que você possa seguir e garantir um look daqueles em quaisquer ocasião. Vem comigo!

#1 Você tem que se sentir bem

De nada adianta estar com a roupa na estica se você não está se sentindo bem. Cada um tem o seu estilo e você precisa seguir a sua personalidade. 

Isso porque a roupa errada pode afetar o seu comportamento como um todo, alterando seu humor e confiança. Agora, imagina se isso acontece na hora de um trabalho, como uma sessão de fotos ou um show importante? Tenho certeza que seria péssimo. 

Então, a primeira dica que eu posso dar é: sinta-se à vontade com seu figurino e garanta que a imagem do espelho é realmente quem você é. 

#2 O gênero musical (nem sempre) importa

Uma das coisas que comentamos na live é se o gênero musical do artista interfere na hora dele se vestir. Você pode até achar o contrário, mas podemos dizer com tranquilidade que nem sempre isso afeta em algo. 

Afinal, estamos em pleno século XXI, né? Isso significa que foram incorporadas inúmeras tendências de roupas e estilos nos gêneros de músicas. No rock, por exemplo, dá pra encontrar artistas com diferentes estilos, assim como também acontece no sertanejo, gospel e no funk. 

Então, nem sempre o seu estilo musical precisa ser levado em conta na hora de construir o visual. Você pode usar ele como inspiração, mas não como base. 

#3 Busque boas referências

Eu sei que você tem o seu estilo, mas que tal pegar uma coisa aqui e ali para criar a linha criativa do seu vestuário? 

Ter boas referências de moda vai te inspirar na hora de criar inúmeros visuais, tanto para shows, ensaios fotográficos e gravações de clipe e até DVD, por exemplo. Além disso, reunir algumas referências de roupas ajuda a organizar melhor as ideias, definir estilos e orientar conceitos visuais.

Uma dica é usar o Pinterest, rede social que se parece com pins de inspirações. Você pode criar uma pastinha gratuitamente na plataforma para salvar uma porrada de ideias para diferentes tipos de projetos. 

#4 Construa sua própria identidade

Ok, eu falei pra salvar algumas referências na dica anterior, mas nada de sair dando copia e cola nos looks dos outros por aí, hein? 

Todo artista precisa entender que ele é único! Logo, o visual também precisa ser recheado de personalidade e essência. Então, veja o que você mais gosta, use as referências que encontrou por aí, mas sem copiar nada de ninguém, fechado?

Sua identidade é a sua identidade! 

#5 Leve em conta a ocasião

Um show é diferente de uma sessão de fotos e uma sessão de fotos é diferente da gravação de um DVD… Posso citar diversos outros eventos que são totalmente diferentes um dos outros e que pedem diferentes composições de roupas. 

Onde eu quero chegar é que você deve avaliar o tipo de evento antes de escolher sua roupa de artista. Para não restar dúvidas na hora de analisar se a combinação de peças está funcionando, confira o resultado do visual final em um espelho que pegue o corpo todo. 

Eu sei que às vezes pode ser cansativo montar um visual novo sempre que tiver um trabalho. Para evitar que isso aconteça e que você fique sem ideias, tente pensar no conceito do visual com antecipação. Se possível converse com alguém que entende do assunto para te ajudar a se programar, o Li Camargo é um desses profissionais, aproveite para seguir @naopercaoestilo.

#6 Saiba suas medidas

Errar no tamanho é um dos erros mais comuns na hora de comprar roupa. Imagina você se apresentando com uma camisa muito apertada ou com aquela calça larga que chega nos joelhos? 

Isso poderia pegar mal, né?

Então, saiba suas medidas corretas e não diminua ou aumente demais os números. É claro que se você gosta de uma roupa mais justa ou larga, pode-se fazer pequenos ajustes para que ela fique de acordo com suas preferências. Mas nada de exagerar, belê?

#7 Contrate quem entende sobre o assunto

Uma coisa é certa: ninguém entende mais de roupa de artista do que um profissional que estudou especialmente para trabalhar com isso. Estou falando de designers de moda, consultores de imagem e estilistas. 

Essas pessoas são altamente qualificadas para te ajudar a montar um look especial para qualquer evento. Se tiver como, garanta ajuda desses profissionais ao longo de toda a carreira. Mas, se não der, o que é completamente normal, tente contratá-los em ocasiões especiais, como algum ensaio fotográfico ou gravação de um videoclipe, por exemplo. 

Outro ponto é que você não pode ter medo de falar suas preferências no vestuário. Exponha cada detalhe e leve todas as referências na mão. O profissional de moda precisa entender sua verdadeira essência.

Agora que você entendeu um pouco mais sobre roupa de artista, acesse o meu Instagram para conferir outros conteúdos sobre imagem artística, marketing musical e muitos outros temas relacionados. Vira e mexe estou postando assuntos legais e diferentes para enriquecer sua bagagem de conhecimentos. 

Se preferir, também podemos marcar uma consultoria para bater um papo mais aprofundado sobre marketing musical. Tenho ótimos conselhos pra te dar!

Valeu e até mais! 🙂

Comentários

comentários