Marketing Musical: Antes de vender shows, antes de gravar e antes de lançar!

Chega uma hora na carreira do artista (ou ainda, aqueles que sonham em ser um) em que ele precisará começar,  planejar ou refazer o marketing musical para seus lançamentos e nos conteúdos para engajamento no seu dia a dia. Neste caminho ele vai precisar de auxílio de pessoas e de profissionais com experiência para isso, certo?

Mas, antes de você investir tempo (e como dizem, tempo é dinheiro) em composições, na produção musical ou na gravação do clipe entre outras ações que tem direito, pense em organizar seu cronograma de lançamentos e divulgação de suas músicas. Sim, isso mesmo: M-Ú-S-I-C-A-S. Quer ver?

  • Quantos lançamentos você vai fazer nos próximos 12 meses?
  • Quantos vídeos com você cantando serão gravados até o próximo (ou o primeiro) lançamento?
  • Depois que fizer seu primeiro lançamento, quando será o próximo?
  • O que vai fazer para manter aquecida sua audiência e o público que assistiu ou ouviu você a primeira vez? 
  • Vai responder os comentários de cada um?

Ou você é daqueles, cheio de desculpas? Ah, Dhiego! Mas, não tenho ainda um investidor. Não tenho um celular muito bom. Nunca tive uma oportunidade. Não tenho muito dinheiro. Não tenho condições de fazer sozinho. Não tenho um violão ou um microfone. Não tenho roupas boas. Não isso, e não aquilo. Quer saber? Enquanto você começar seu planejamento com NÃO! Então, não vai acontecer nada.  Anote isso: feito é melhor que perfeito. Por isso, chega um momento que é inevitável ter que investir na qualidade visual com o marketing musical de seu projeto.

Você tem dois caminhos para chegar nesse ponto. Não investir nada de nada e quando a música estiver pronta ter que investir muito para começar um trabalho do zero, ou você pode já ir construindo uma audiência aos poucos enquanto seu próximo (ou primeiro) lançamento não sai do estúdio ou não conseguiu ainda um investidor.

Aliás, um bom trabalho de marketing com certeza irá te ajudar a conseguir um investidor mais rápido e a vender shows mais facilmente.

Começar é fácil, o difícil é continuar, continuar, continuar… com o  marketing musical

Eu escuto muito por aqui de cantores, duplas e bandas “vou ainda gravar um clipe, depois procuro vocês” ou “ainda estou em estúdio, vamos deixar para depois que gravarmos o CD”  ou “ainda não tenho um investidor para fazer isso” e o grande problema de deixar pra depois é perder muito tempo e deixar de fazer tarefas importantes para lançar sua música.

Com isso, proponho uma mudança de pensamento.

Comece o marketing, quando começar as audições, quando começar a produzir, quando começar a gravar, ou melhor, quando estiver pensando em fazer tudo isso. Não quero chegar no seu projeto depois, na verdade, quero começar com você. Pois, assim, vamos conseguir juntos planejar, estruturar e continuar, continuar e continuar mesmo em momentos mais difíceis.

Analisar e definir o essencial em cada estratégia

No mercado da música existe muito a questão das tendências e sazonalidades. Você vai concordar comigo que as músicas que tendem a fazer maior sucesso no verão não são as mesmas que fazem sucesso no inverno, por exemplo. Talvez a sua música seja excelente para ser lançada um ou dois meses antes do Carnaval, mas quando chegar lá perto do Carnaval, você vai ter que esperar sua logo ficar pronta, seu site ficar pronto, suas mídias sociais aquecerem e tudo isso leva tempo.

Outra questão é que os contratantes costumam procurar cantores, duplas e bandas com antecedência e se você não estiver preparado, ou seja, não estiver com o site em dia e uma boa apresentação visual talvez nem seja lembrado nesse momento quando receber um contato.  Então, eu te pergunto:

Quantos shows, contatos e contratos você está perdendo, por deixar o marketing musical para depois?

Fortaleça seu marketing musical antes de lançar, antes de mostrar, antes de divulgar, antes de fechar um show… entendeu? Tudo vem antes, não depois.

Então, como começar a divulgação sem ter todas as músicas gravadas? Ou nenhuma música autoral? Ou nenhum dinheiro para isso?

Comece com a sua logo ou se ainda não tiver dinheiro para isso, faça uma nova foto para sua divulgação ou ainda uma sessão de fotos  (lembre-se que não será a única que vai fazer na carreira, né?)

O artista precisa ter rosto e atitude de artista em todos os momentos e em todos os lugares. É simples.

  • Cuide do seu cabelo, da sua barba e da sua maquiagem.
  • Treine seu olhar, seu sorriso e empatia em suas fotos.
  • Escolha roupas, acessórios e pequenos detalhes que vão trazer personalidade.
  • Provoque. Seja ousado. Mas, não vulgar.

É tão sério isso que só de olhar a foto no perfil do Instagram ou a foto no WhatsApp consigo perceber se o contato tem ou não atitude para ser um artista. Vou mostrar alguns bons exemplos de contatos que já recebi aqui na agência.

Vamos na prática? Conheça o começo da Gabi Luthai

Calma! Essa é a arte do canal atual, com o cronograma dela: vídeos semanais na quinta e no domingo. Mas, não quero falar do hoje, eu gostaria de mostrar o começo. Você conhece a Gabi Luthai? Ela também é uma artista que investiu (se não tem dinheiro, invista seu tempo) primeiro em si mesma e foi construindo sua audiência mesmo sem investidor e sem música autoral. Ela é nossa cliente aqui da Agência ICOMP e eu também acompanhei essa evolução

Analisando o histórico do canal do Youtube dela, você pode perceber como ela começou. Gravando vários covers com vídeos que foram melhorando com o tempo. Melhorou seu look, seu cabelo, o local do vídeo, adicionou uma pitada de sensualidade e com um áudio bom ela foi chamando a atenção das pessoas até chegarem as oportunidades e lançar sua carreira profissionalmente.  Analise abaixo a imagem dos vídeos mais antigos do canal dela e veja como ela começou.

Exemplo de Marketing Musical da Gabi Luthai
Vídeos mais antigos do Canal do Youtube da Gabi Luthai

Então, vá publicando no Youtube seus primeiros vídeos, avance compartilhando eles com seus contatos, familiares e amigos. Assim, você vai interagindo e construindo sua audiência. Você pode trabalhar a sua imagem de maneira prévia para quando a sua música estiver pronta ficar mais fácil para lançar, porque seu nome e sua voz já estará mais conhecida. Isso faz sentido pra você?

Depois, você pode já ir definindo e mostrando suas influências em um canal no Youtube bem organizado com suas playlists preferidas, o que acha? Ah, sem deixar de lado todo o histórico construído desde o início da carreira dela. São detalhes que fazem total diferença.

Mas o fato que quero destacar é que para chegar onde está hoje,  ela começou, insistiu e foi investindo seu tempo em marketing musical. Mesmo que você dê um passo pequeno, quando você vê o resultado do seu primeiro site, ou da sua logo isso te move e te motiva a ir para cima, basta começar. 

Se você mesmo não quer investir na sua carreira, porque um investidor irá se convencer disso?

Seja o primeiro a mostrar que vale a pena investir em seu talento, dê o sangue, que o reconhecimento vem, mas o primeiro passo realmente tem que ser o seu. O planejamento e o cronograma precisam ser seus. Então, se você estiver disposto a não perder mais tempo e dar os primeiros (ou os próximos) passos nesta trilha, ou você que é mais experiente na música e quer fazer o marketing musical comigo, entre em contato e vamos iniciar uma conversa para falarmos sobre a sua carreira e o seu próximo lançamento.

Comentários

comentários

2 comentários Adicione o seu

  1. janete disse:

    muito bom o seu artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.